É HORA DE FALARMOS SOBRE DOENÇA MENTAL COLETIVA.

Publicado por Vitor Pordeus em 6/5/2018

Sobre a psicopatologia coletiva: quando a comunidade adoece mentalmente

Doenças mentais coletivas são fatos psicológicos e estão por trás de todos os movimentos coletivos acompanhados por auto-destruição e fenômenos desumanos, como a guerra, o genocídio, o assassinato de gênero, o crime sexual. Os delírios se manifestam em nível individual e coletivo num violento divórcio interno entre partes polares da psique humana, representadas em oposições psicológicas ilusórias como o homem contra mulher, o nazista contra o judeu, o capitalista contra o comunista, o branco contra o preto, o colonizador contra o indígena, a elite contra o pobre. Odeio o outro, mas psicologicamente, direciono ao outro o ódio que nutro contra mim próprio, ou contra partes de mim próprio que não aceito nem reconheço.

Estes fenômenos se observam nos momentos históricos onde há o enfraquecimento das forças racionais e compreensivas da psique humana, sempre ligadas à práticas culturais, rituais e simbólicas que se tornam irresponsáveis, manipulativas, fetichistas (onde o objeto ganha poderes mágicos de mediação das relações). A corrupção simbólica também ocorre na má educação, na educação para a dependência, na pesquisa médica e científica irresponsável com a realidade e no burocratismo do pensamento humano conforme se observa tão intensamente nas culturas de massas.

Baixe o pdf aquihttps://www.academia.edu/36571488/%C3%89_HORA_DE_FALARMOS_SOBRE_DOEN%C3%87A_MENTAL_COLETIVA